segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Mãe de UTI: Chá de Bebê da Gí (EDITADO)

Eliane Sopran _ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!!


É isso mesmo meninas...estou convidando todas vocês para o baby chá da Gi, que será no próximo sábado.
A ideia do convite surgiu depois de ontem, após eu ter falado por sms com uma amiga que fiz pelo blog, a Flávia que mora aqui em São Paulo e desde a minha internação em Julho, ela esteve me ligando no hospital sempre me dando força, me ouvindo, orando por nós. Daí que ontem pedi pra ela me mandar o nome dela pra adiciona-la no face pois quero muito conhece-la e achei a oportunidade ótima. E ai, hoje pensei: "Bem que as meninas do blog poderiam vir!!!" Sei que tem gente de toda parte do Brasil e até algumas que moram no exterior, essas não dariam pra vir, eu sei...Mas as que moram aqui próximo de mim, na região da zona sul (Santo Amaro) - São Paulo-SP poderiam vir né..Tem a Cinthia que ta gravida e pediu doações de sangue pra Gi por mim (flor obrigaddddaa), tem a Loroca (que pensou também em doar mas grávida não pode (amiga valeu a intenção)), você deve estar de barrigão hein Loroca?!
Enfim, vocês poderiam vir...Eu ia amar..Conhecer quem de vcs puderem vir e ainda celebrando o chá de bebe da Gi.

A gente vai se falando...quem quiser vir envie um email para:
eliane.cn@gmail.com

Beijos com asas



03 de Outubro de 2013

Depois de tanto chupar a cânula de oxigênio; SOG; e de ficar estalando a boquinha em seu estimulo próprio de bebê na sucção, a Gi ganhou a sua primeira chupeta (mesmo estando ainda no CPAP):

Eliane Sopran _ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
Olha o tamaníco da Primeira Chupeta da Bambina. Especialmente feita para prematuros.

Eliane Sopran _ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
Preciso fazer todo um discurso do
quanto ela gostou?rs...Reparou que a Gi é cabeludinha nas costas, na testinha? A maioria dos prematuros são. O porque não sei ao certo, mas a Dra disse que cai aos poucos, porque cá pra nós, nenhuma menina/mulher merece ser cabeluda assim nas costas, como é que fica os dias de praia minha gente? rs

Eliane Sopran _ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
E a mamãe aqui engoliu a seco um de seus primeiros discursos cheio de teorias de que, quando mãe, não permitiria que seus filhos  usasse chupeta. Rá!TOMMY essa, kkkk!!!E ainda fiquei babando master rs







































04 de Outubro de 2013
Amanhã é o Baby Chá da Gi e logo hoje parte do recurso financeiro para faze-lo babou devido a greve bancária. Rodei o mundo pra achar uma agência do Banco do Brasil aberta para realizar saque, e nada. Quando tive a certeza de que não adiantava mais andar a procura, parei na esquina da Rua São Bento no Centro e comecei a contar de 10 até 0 (isso mesmo, em ordem decrescente que é pra controlar os níveis de cortisol, fazer o cérebro processar novas ideias e assim me aliviar da tensão, stress e tudo o mais negativo que senti surgir depois de tanto andar atras de um banco). O pior é que a culpa foi toda minha de deixar pra resolver isso na ultima hora. Mas não vou ficar choramingando sobre isso a essa hora da noite, como também  não deixei isso estragar o meu dia, só algumas 2 horas que seguiram na procura por uma agencia bancaria aberta, coisa básica)...
Tudo o que sei é que estou ansiosa e ao mesmo tempo incerta de ter agendado este Baby Chá.
Fiquei pensando tanta coisa: E se as pessoas ficarem perguntando detalhes da bambina? E se eu sentir que vou chorar a qualquer momento e não conseguir conter o choro na frente das pessoas? E se eu falar demais, além do que quero falar sobre ela, sobre a situação?  E se, por ventura, ouvir algum comentário infeliz? (Considerando que eu estou a flor da pele, e no que se trata da bambina, qualquer coisa mal colocada que me falem, já sinto que vou me aprontando para atirar mil pedras como forma de defesa (????)). Outro dia minha mãe fez uma pergunta sobre a situação da bebê, eu respondi, ela falou novamente e eu já num nível de cortisol descontrolado respondi de maneira ríspida, justo com ela, minha mãe e que apenas estava querendo saber da neta. Eu nem sei por que respondi assim. Quando estava a caminho do hospital é que dei por mim da grosseira gratuita que tive com ela, me senti envergonhada com essa atitude. Comentei com o namorido, em seguida liguei para ela (com o orgulho gritando comigo, mas liguei) e pedi perdão, expliquei que eu estou, não sei porque, mas estou estressada, tensa, pedi perdão e ela disse que tudo bem - talvez eu até saiba o porque, embora não justifica minha atitude, são situações não resolvidas na empresa que trabalho; com algumas pessoas sem bom censo; até no casamento...escrevo sobre isso depois -. Se eu não tivesse sido grosseira minha mãe teria dito: Magina menina, foi nada não.  
Enfim... 95% das pessoas que convidei eu não vejo desde Março. (Vale lembrar que todos os convites foram enviados via email/face). Isso se deu porque não quis partilhar dessa gestação, e antes da barriga saltar e se tornar perceptível a gravidez eu não saia mais de casa - salvo para trabalhar -. 
E se, com esse afastamento, as pessoas não compreendessem meu comportamento de reserva, preservação pela nossa bebê, sem considerar nossa última experiencia da Bellinha?
Todas as perguntas tiveram as seguintes respostas:

"Entendendo quando você não responde minhas mensagens, não fico chateada com você; Quem precisa de atenção agora é você e sua filha e não o contrário." (Flavia)

"Nega, sinto muito sua falta, das nossas conversas, risadas. As vezes envio mensagem pra você, mas você não responde. Eu compreendo toda essa situação, pra mim o que mais importa é saber se você e a nossa princesa esta bem. No que precisar de mim estou aqui sempre. Continuo orando a Deus por vocês." (Rosângela)


A Flá conheci aqui do blog, me ligava sempre enquanto estive internada, tem sido uma pessoa maravilhosa comigo, e ao que tudo indica, amanhã iremos nos conhecer. A Rô é amiga de casa, de todos os dias, de risos e choros, de cafés da tarde, de bagunças com as amigas, de conversas séria. Me conhece bem e a companhou a gravidez da Gi, desde os dias de tentante e até na minha internação esteve lá comigo.
Recebi essas mensagens em tempos diferentes, todas por ocasião de 'não respostas' nas mensagens que eu vinha recebendo e que, por falta de tempo, as vezes de dinheiro para inserir crédito no celular, ou até sem vontade de ficar contando os detalhes pesados do dia a dia, e novamente voltar a chorar, eu evitava responder, atender ligações, falar a respeito...Mas nunca por motivos pessoais. Com a mensagem delas pensei bem e entendi que quem é nosso amigo esta conosco de coração e entendera sem cobranças nosso jeito de lidar com toda essa nova etapa, em nos guardar e só agora falar.

Pois bem, já contei tudo pra Gi sobre o baby chá dela e me comprometi a contar tudo pra ela depois...
Agora só estou sem sono. Fico feliz pela "oportunidade" de ter o Chá de bebê não do meu jeito, mas do jeito que tem que ser: a Gi estando na barriga de aluguel e eu o papito dela a representa-la com  a alegria de saber que a cada dia é sempre menos 1 dia de UTI. Cada dia mais próximo de estar em casa.



05 de Outubro de 2013 



Das rotas que a vida faz pra nos fazer dar um passo adiante


Como hoje é o Baby Chá da Gi, chegamos no Santa Joana cedinho para dar tempo de ajudar minhas amigas na organização do chá de bebê.
Tirei o leite no lactário e as 9:00 já estava do ladinho da Gi. O Rafa ficou aguardando do lado de fora até as 10:00 - horário de permissão de entrada dos pais para orientação com as médicas. Depois que falamos com a Dra Fabi e soubemos que a bambina esta estável, ficamos mais tranquilos, eu principalmente, porque só de pensar que não ficarei com ela a tarde e a noite o coração já chora a saudade. Marcamos de voltar para casa as 12:40 para ajudar a Cuca, Fran e Michele que estariam no Salão de Festas organizando tudo para mais tarde, quando fomos surpreendidos por um trânsito em pleno sábado em 4 rotas diferentes que tentamos pegar (todas tentativas frustadas). Já fazia quase 2 horas que estávamos presso dentro do carro e ainda na metade do caminho (um percurso que fazemos em 40 minutos para voltar para casa). Juro que estávamos presso num desses trânsitos sem sentido que não tem dia, hora, nem lugar mais para acontecer...Em suma: pura lei de Murphy!
Numa dessas tentativas de fugas do trânsito saímos do lado de um lugar que tenho evitado ir a 1 ano e 11 meses.

"Eli, percebeu onde estamos? Preciso ver a exumação da Isabella, já estamos em cima da data. Posso parar para ver? Você quer aproveitar e ir até o tumulo dela?"

Eu comecei a dar risada. Lágrimas foram se formando. Se aproxima a data de exumação do corpo da Bellinha e em todas as minhas tentativas de marcar de ir, não consegui encarar uma. E dessa vez foi diferente, eu já estava ali, passando do lado do cemitério, sentindo a visão ficar turva, os olhos marejar, além da pressão que eu colocava no meu maxilar de toda a emoção que eu tentava inutilmente conter.

"Você pode ficar no carro se quiser, eu vejo rapidinho."

"Não, eu vou."

"Você tem certeza? Tudo bem se não vier"

"Estamos sem dinheiro aqui, não poderei nem comprar uma florzinha."

"Não tem problema, ela não esta ali pra receber as flores."

"Sei disso."

Eu disse que iria, mas não tinha certeza do que estava fazendo. E ainda bem no dia do Chá de bebê da Gi. Dentro de mim, uma voz que queria me fazer fugir dali dizia: "Hoje? Não tinha dia melhor pra isso não?" Por mim mesma eu nunca acharia esse "dia melhor" para ir, por isso tive certeza de que  toda a situação do trânsito e de todas aquelas rotas me levou para aquele lugar, porque, não sendo naquelas condições, eu nunca iria, e eu precisava deixar de fugir desse momento. Era como se eu ainda me recusasse a acreditar que ela de fato partiu... E sei que eu precisava materializar aquilo que tentei evitar nesses dois últimos anos. 
Quando descemos do carro o Rafa segurou minha mão, eu apertava forte e o percebia me observando tentando entender meus apertões em sua mão bem como a risada que vinha.
Após obter todas as informações sobre a exumação (deveremos voltar lá no dia 20 de Novembro para marcar a data), o Rafa nos conduziu até o local onde o corpinho da Bellinha foi sepultado.

"Esse aqui Eli"

Isabella Nascimento Sopran
Esta escrito em sua lapide, com o desenho de dois anjos e uma frase linda que me fugiu da mente agora e até cheguei a perguntar para o Rafa se ele mesmo escolheu. A resposta foi não. Ocorreu que quando li a frase, um sentimento de querer alcançar o céu foi tão grande, ter a chance de olhar nos olhos dela, abraça-la, olhar para ela, e dizer sem palavras o quanto eu a amo e nunca a esqueci. E que a cada dia que vivo, a cada tempo que passa só me faz ama-la mais e mais...

O Rafa me deixou sozinha frente ao tumulo dela, e eu, deixei de me esforçar para brigar contra as lágrimas. Quem me visse naquele exato momento teria a impressão de que a Isabella acabara de partir, e de que eu, estava sepultando ela naquele instante. Em prantos, me permitir sofrer e chorar a perda da minha menininha, sem me  importar se o som alto do meu choro saia com soluços e gemidos de dor, de um coração que vinha tentando abafar e recuar diante dessa realidade, inconscientemente renegada, por não ter sido materializada. Eu chorei e senti o coração doer, não para reviver o passado, mas para deixar ali o que vinha carregando no peito e que me fazia olhar por muitas vezes olhar para a vida com um olhar perdido, pressa a um sentimento, a um luto que não me permitir viver como deveria ter sido. E nesse ato, descubro a importância de viver cada ciclo da vida, cada fase, inclusive o luto.
Quando dei por mim, estava de joelhos no chão, encurvada, com as mãos sobre a lápide, imaginando-me tirando o corpo dela dentro daquele lugar e aninhando-a em meu peito, como se o calor do meu amor pudesse traze-la de volta a vida, enquanto com lágrimas eu contava pra ela da minha saudade. E quando me senti preparada perdi perdão por ter chorado e sofrido tanto. Pedi perdão por ser egoísta e querer ela aqui para mim, e pra que ela compreendesse a mamãe, que a partir dali meus sentimentos serão melhores com o que se foi. E que exercerei a aceitação necessária para seguirmos ela no céu e eu aqui. Contei da Gi, agradeci pela irmãzinha dela,  pedi que ela fosse pessoalmente interceder a Deus pela nossa bambina, e disse que serei eternamente grata a Deus por tudo que vivemos, exatamente do jeito que foi, e isso inclui em agradecer por Deus te-la levado para sí, pois disso Deus tirou grandes bens, um deles é a forma que encontrei de ajudar outras mulheres que passam ou passou por isso, que eu só pude oferecer por tudo que passamos juntas.
E quando me senti pronta para me despedir da forma como ainda não tinha feito, chamei o Rafa, ele segurou a minha mão, e ficamos ali parados na frente da lápide dela, da nossa pequena feita de amor. Enquanto lia seu nome, que escolhemos com tanto amor, juntado ao meu sobrenome e do pai dela, me veio na mente as idealizações de grávida de primeira viagem que eu era, com aqueles pensamentos terno de nós dois de frente para o bercinho da Bellinha, velando seus sonhos. Olhando um para o outro e dizendo com olhares que não poderíamos ter feito algo mais valioso e amoroso um pelo outro que não fosse a vida dela, nosso bem maior. 
Oramos juntos. Dei uma última e seguimos para o carro.

Voltamos à caminho do salão de festas, o Rafa esperou que eu parasse de chorar e me perguntou como foi e como eu me sentia. Foi como tinha que ser. Aconteceu quando tinha que acontecer. E diferente do que pensei, que aquilo poderia estragar o dia do baby chá da Gi ou que eu poderia ficar ainda mais chorosa... Não. Voltei para casa com o coração regado de paz.


Baby Chá da Gi

Quando chegamos no salão, estava minha amiga Cuca, a Sil,Michele e o Alex ajudando na ornamentação do salão e montagem do som. A Fran - minha amiga zueira boleira, doceira, ornamentadora de festas, estava em casa terminando os demais itens para compor a mesa de doces.
Como já era 18 horas não pude ficar para ajudar muito. Aliás, não ajudei em praticamente nada,não fosse as meninas nada tinha saído.
Tomei banho e o Rafa veio me pegar em casa às 19 horas, buscamos os salgados e fomos para o salão.  É obvio que eu fiquei com cara de bolacha - de quem chorou todas, mas isso você já concluiria só de ver as fotos rs -. Como o Rafa ainda ia tomar banho, eu fiquei recepcionando nossos amigos, tempos depois ele chegou:


Uma das lembrancinhas: Pirulito confeccionado

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
...Porque a bambina ama dormir de barriga para baixo... Cup Cakes .: Fran Mairy :.

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
 .: by Fran Mairy :.

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
 .: by Fran Mairy :.
Baby chá da Gi_Eliane Sopran

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
Uma das lembrancinhas: mamadeira com brigadeiro branco

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
Uma das lembrancinhas: carrinho de bebê com m&ms


Baby chá da Gi_Eliane Sopran
Cup Cakes .: by Fran Mairy :.

Baby chá da Gi_Eliane Sopran
Docinhos de copinho .: by Fran Mairy :.



Baby chá da Gi_Eliane SopranBaby chá da Gi_Eliane Sopran












Tudo ocorreu de maneira muito gostosa. É claro que as pessoas perguntaram bambina, mas eu consegui responder na maioria das vezes que ela estava bem, estável, sem dar tantos detalhes.Outra pergunta inevitável era a alta, que respondi tranquilamente ainda não ter previsão, mas que estava mais perto do que longe. Fiquei imensamente feliz por todos terem vindo (com exceção a minha mãe a madrinha da Gi, ambas esqueceram do chá de bebê, ai que vontade de dar uma surra de cinta em cada uma delas, rs).
Um de nossos amigos levou dois Ukulele (instrumentos musicais - sendo um elétrico). Quando fui cumprimenta-lo e o vi tirando algumas notas no ukulele falei brincando:
"Jéra, esconde isso ai, quando o Rafa chegar ele não pode ver, pois, ele se encantou com o instrumento quando a tempos atrás ele viu um vídeo na internet de um bebê que chorava litros e o pai tocava a música Haleluia e o bebê se acalmava gradativamente até que dormia em seu colo ao som do instrumento. Outro dia fomos na livraria cultura e o Rafa estava louco para comprar, mas como estamos terminando de comprar o enxoval da Gi, vamos deixar para comprar em dezembro." 

Ai ele e comentou que trouxe porque o Rafa disse que talvez rolaria um som ao vivo no chá da Gi, e o Rafa a falou com ele, que ele comprou a algum tempo e coisa e tal. 

Curtimos a companhia da galera, ao passo que o chá foi até um point para muitos dos nossos amigos se reencontrarem e ter um bate papo bacana, saudável, uma reunião mesmo. 
                           
Flavia (amiga do blo) e seu esposo Régis

Fiquei super feliz por que conheci a amiga Flávia (nos conhecemos aqui pelo meu blog,  eu falei pra ela,quese eu a achei linda pela foto, pessoalmente ela é ainda mais linda, simpática, amável. Ela e o seu esposo. Conversamos bastante, apresentei o Rafa para eles.
Vou pedir qualquer dia que ela mesma escreva para o blog de como foi nos conhecer e posto aqui. Sempre que possível eu converso com ela, tenho certeza que Deus nos uniu desse jeito especial, já que ela também é mãe de uma anjinha e por meio de tudo isso que encontrou meu blog. 

Antes de encerrar o baby chá tentei fazer uma oração...Tentei...O porque você já sabe, a cada palavra que eu tentava dar eu chorava...
Agradeci a presença e compreensão das pessoas; as orações pela Gi, falei resumidamente que ela nasceu prematura,com 950 graminhas, mas estava estável, entre outras coisas que não me recordo agora. Logo após o Rafa falou,e citou a mensagem que eu havia recebido da Flávia (ele nem sabia que foi ela rs)...Agradeceu toda ajuda das nossas famílias e dos amigos que temos recebido desde que fiz cerclagem..Depois a Flá fez uma partilha conosco, falou que nos conhecemos pela internet (sem citar o blog) e que conversávamos por telefone. Logo após pedi aos que conhecessem para cantar comigo a música "Tudo Posso (Celina Borges)" - já escrevi essa canção tantas vezes aqui...Como essa música faz parte da minha história... 
E na sequência o Jera pediu para falar e nos surpreendeu quando disse que estaria dando o Ukulelê dele para o Rafa tocar pra Gi. Disse do que comentei brincando com ele do Rafa ter gostado do instrumento no inicio do baby chá.
Eu nem sabia o que falar. Disse a ele que íamos comprar depois, que a Gi nem sairia agora do hospital, mas ele insistiu dizendo o seguinte:
"O Rafa sempre me chama de mestre, mas hoje vocês que me ensinaram muito com a história da Gi. Estou dando não porque não vai me fazer falta mas porque se não fizesse falta não faria sentido presenteá-los."
O Rafa ficou tão surpreendido quanto eu. Como disse a Cuca, é falta de educação recusar um presente.
Aceitamos. E o Rafa não parou de tocar nenhum segundo até agora. Devo dizer que estou escrevendo esse post e ele esta aqui tocando "Haleluia". Agora vou comprar para ele de presente um daqueles sling que é para ele colocar a Gi nele e ficar tocando para ela. Exatamente como ele viu no vídeo do bebê. 

Dois bobocas rs

Eu gostaria de colocar a foto de todos que foram, mas até carregar as foto......
Tudo foi lindo, especial, divertido, gratificante. E eu não poderia ter feito nada sem a ajuda dos meus amigos:

Eliane Sopran_ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
Alex (nosso amigo DJ que nos ajudou com o som e telão).

Da esquerda para direita: Cuca, Elineuza, eu e a Rô
Eliane Sopran_ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
Michele, Cuca


Fran, que faz bolos e doces de diversos model:00os, na correria ela não conseguiu ir para o chá da Gi, mas fez tudo ainda mais belo do que imaginei. Obrigada minha amiga por tudo, Deus te abençoe.
Eliane Sopran_ Viver, Amar, Fazer Valer a Pena!!! Mãe de UTI
Silmara


06 de Outubro de 2013 

Gratidão: Agradecimento, reconhecimento, retribuição.
Felicidade: Característica ou condição de feliz; sensação real de satisfação plena; estado de contentamento; satisfação.





Foi exatamente isso que senti ao chegar na UTI e me deparar com a BAMBINA (que hoje comemora o seu 2° mesversário) e ESTA sem oxigênio, RESPIRANDO O AR AMBIENTE!!!!Aleluiiiaaa!!!!
Meu Deus!!!!Obrigada!!!!
Doutora Fabi falou que retirou por volta das 9:00 e já são 15 horas e ela esta super bem. Minha surpresa foi maior porque é comum os bebês saírem do cpap e colocarem cateter nasal, depois recebem oxigenação na encubadora, mas a Gi resolveu fazer diferente, foi direto para o ar ambiente. Todas ficaram surpresa. A bambina foi extubada dia 12/09 e foi para o cpap, demorou muito para desmamar do cpap, estava numa luta de 33 dias de uso (entre idas e vindas de uso da entubação).
A sensação se resume naquela frase: "Me belisca que eu ainda estou sonhando."

Giovanna simplesmente se deu de presente de mesversário a respiração em ar ambiente. Ó que menina esperta!!!Ah filha, que orgulho. 
Cada dia uma vitória!!!Cada dia mais perto de casa.
Agora ela esta apenas com a SOG. Glória a Deus!
Chorei tanto que até brinquei com a moça da limpeza para passar um pano do lado do chão onde eu estava que era pra ninguém escorregar nas minhas lágrimas de alegria kkkk.









E pela primeira vez o Rafa segurou a Gi no colo. A Cara de emocionado que ele fazia não tem palavras no dicionário do mundo que possa descrever.
E a satisfação que me dá em presenciar tudo isso...Ah!Chega de palavras né...rs
Ah coração. Aguenta coração...Você ainda não viu nada!
#Giborapracasa








Dra Tieme Kikuti, nossa querida!!!


09 de Outubro de 2013 
Posso gritar ao mundo a minha alegria por saber que agora que a bambina esta sem aparelho eu poderei  segura-la no colo por mais vezes? Ai que chato!!!rs
Ontem eu a segurei duas vezes...Me desmancho de amor!!!

22 comentários:

  1. Oi flor, eu estava lendo seu penultimo post onde vc contava sobre as dores que sentiu e que fosse pro hospital más acho que o post foi cortado pqe não teve final... Más pelo que li neste post sua princesinha nasceu, e que bom que está reagindo bem! Deus abençoe vcs!

    meu-pequeno-guilherme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ely, adoraria ir ao chá da Gi, moro aqui em Sampa, mais é em Guarulhos então é muito longe e não poderei comparecer =(
    Mais fico muuuito feliz que ela esta bem =)
    Muuuita saúde pra Guerreira, bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, obrigada pela atenção lá no meu cantinho, logo logo sua princesona vai ir pra casa e ficar aos seus cuidados, com certeza ela vai crescer linda e saudavel! Bjs

    meu-pequeno-guilherme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Aeee que lindooo, faremos nosso chá juntas, o meu tbm será no dia 05/10 rsrsrs

    venha com mais detalhes =)
    bjuuu
    http://jessicaegregory.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que Deus abençoe pena q moro longe vai ser mt legal mt saude para a Gi e para vc e Seus esposo um bj!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Ola querida fico aqui na torcida por vcs.
    fico sempre em busca de noticias dessa pequenina e guerreira Deus abençoes .
    Como eu queria mora perto para poder visita mais é muito distante mas estou aqui sempre pedido oração para vcs.
    logo logo estará em casa com toda a família.

    bjsss bom fim de semana : neide (neide_eneida@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  7. ah se eu pudess ia sim amiga
    sem sombras de duvidas
    moro tão longe rs
    mais torço muito pela Gi
    orando sempre amiga
    muito bom ter noticias de vocês
    linda noite bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ah Ely, como eu sonhava em poder ir, nossa meu sonho era ir ver vc e participar deste momento lindão!!!
    Me passa seu endereço inbox no face or favor!
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Se eu morasse perto com certeza iria conhecer essa mulher guerreira que é você. Um grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de ir mas moro longe amiga...
    Estarei em pensamento e coração....
    De um beijo por mim na Gi estou orando para ela sair logo em seus braços.
    Beijos amada.

    ResponderExcluir
  11. Ah, que fofucha que a Gi tá ficando! <3
    Que o chá seja um sucesso! Beijos!

    ResponderExcluir
  12. AH QUE BENÇÃO QUE VCS ESTÃO BEM... AHHH PENA QUE MORO NO INTERIOR...MAS VOU FAZER UM MIMO PRA VC EM TRICO OK ??/ BJINHOS FIK COM DEUS E SE CUIDA!!

    ResponderExcluir
  13. Ai Floor, eu queria muito mesmo ir, só que neste dia vão fazer um bolo aqui pra mim, pqe meu aniversário vai ser no dia 3....
    Mais quero mandar um presentinho...

    Depois me passa o cep que vou mandar ta bom...
    email: cinthia.lima@planservi.com.br

    Beijoos :)

    ResponderExcluir
  14. Oi querida! Obrigada por lembrar de nós, fiquei muito feliz e honrada! Vou tentar ir sim e conhecer esta guerreira que você é pessoalmente.

    Realmente o barrigão tá que tá, logo o Bento estará aqui também. E continuo orando e pensando muito em vocês, feliz com as boas notícias e torcendo para a Gi ir para casa rapidinho.

    Beijos grandes para vocês

    ResponderExcluir
  15. Ely eu queria muito ir participar deste momento, será uma delícia tenho certeza, mas sábado irei trabalhar de manhã e a noite vou sair com meu marido para comemorar meu niver... primeiro de casada, e como marido só estará em casa no sábado merecemos né?
    Que seu chá seja um sucesso, e que a Gi venha logo ver todos os presentinhos que ganhou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. oi amiga td bem.... to de blog novo seja minha seguidora ok....se desejar,claro
    .bjinhos vou deixar o link

    http://rosanadelova.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Querida amiga antes de mais nada venho pedir desculpas por tanta pedir,pra ser minha seguidora em meu novo blog, meu email ou gmail,ou seja no google deu uma confusão, todas vez que que eu entrava no blog ou facebook me pedia um telefone que não uso a muito tempo,por fim não conseguia ver minhas coisas e fui obrigada a fazer tudo de novo e venho te pedir mais uma vez pra estar comigo...vou deixar meu link http://blogrosanalova.blogspot.com.br/

    com amor em CRisto Rosana,beijinhos e que Deus te abençõe... e ja vou te seguir aki ok?? bjinhos

    ResponderExcluir
  18. Oi Eli

    Gostaria muito de te conhecer e ir ai chá da Gi, mas estou em repouso absoluto, mas super feliz por estar entrando na 28 semana. O Vitor pula o tempo todo na barriga o que me deixa mais tranquila já que dependo do médico para vir me consultar em casa. Orei pela Gi e fico feliz que ela esteja progredindo a cada dia. Um passo por vez, este é o nosso lema!

    Boa sorte a vc e a Gi, fique com Deus!

    Bjo

    Renata Cruz

    ResponderExcluir
  19. Linda, como ela está linda e gordinha!
    Continuo orando por vc´s, que Deus abençoe!

    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Ai que delicia de chá flor, e que fofura está a Gi, dá vontade de aperta-la e dar muitos cheiros... Que bom que vc conseguiu se despedir direito da bellinha.. Não esqueço de vcs um só momento..bj

    blog-maedesegundaviagem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Tenho acompanhado seu blog desde que se internou, e nao posso descrever a alegria que senti ao ver sua pequena tão grande, respirando sem ajuda...
    Estou feliz mesmo, por vc...
    estou gravida e ja tenho um menino de 2 anos, e sou mto grata a Deus por não precisar paassar por td isso.
    vcs merecem td felicidade, estou ansiosa por ver aqui no blog as fotinhas da saida da Gi (não mais do que vc)

    Beijos
    JaneKBIR

    ResponderExcluir

Oiê, ao deixar sua mensagem coloque o endereço do seu blog, assim poderei lhe fazer uma visitinha =).
Beijos com asas,
Ely